74 – Saude mental e física no idoso.( Mara)

 

O sentimento de solidão ,o  isolamento é pesado e sofrido para qualquer indivíduo ,independente da sua fase de vida.Agora, no  idoso é fator fundamental para o empobrecimento  da  saúde mental / física(estudo feito na universidade de Cornell,nos  Estados Unidos).

Quando  o idoso fica longe de seus familiares ,ou de pessoas muito queridas ,enfraquecem suas conexões sociais e adoecem  .

Ele necessita de atenção como um ingrediente para sua auto estima,pois se sente lembrado e amado,e dessa forma alimenta sua  força  e coragem,para se dar  um lugar  de respeito ,ainda nessa família e na vida.

Por ex:quando alguem querido da família, lembra de seus remédios,de levá-lo ao médico , cuidar de sua dor tanto fisica quanto emocional,respeitar sua opinião,ouví-lo…é sentido como carinho ,como ainda uma pessoa importante e necessária dentro desse cenário familiar,isso lhe dá razão e ânimo para continuar a viver.

O idoso que vem, em um processo de envelhecimento ,consegue lidar com as perdas materiais ,emocionais e físicas ,que vão se dando  durante sua existência,e se torna mais resiliênte com “o novo” ,isto é ,com o  presente ,que tambem vai acontecendo ,nos diversos âmbitos da vida  ,com sua  feroz velocidade e mesmo assim ,vai tendo condição de acompanhar  dentro de seu rítmo e capacidade atual, sem tanto impacto e crise.É uma pessoa mais agradável ,mais sábia,favorecendo o contato social ,acrescentando sempre como um ser privilegiado por ter muita bagagem e fatos que já foram testados  ao vivo e à cores, e estão alí para serem mostrados ,ensinados e por que não ,copiados…É um  idoso que é reconhecido não pela idade (isto passa a ser um detalhe),mas por sua alta capacidade de ser respeitado pela sua essência  e intelegência  emocional.Simplesmte um ser humano interessante e agradável de se conviver.

Ele sabe transitar no que foi ,no que é ,na vida e na morte….A alegria é seu maior combustível…ACOMPANHOU A VIDA  E  PERMITE QUE A VIDA  O ACOMPANHE.

Agora, a pessoa que se tornou um velho,traz rancor,instabilidade emocional,agressividade,dificuldade de adaptação dentro da familia e na sociedade,chamando a atenção de uma forma destrutiva ,ou seja pelo seu rígido ou ríspido comportamento , ou pela intolerância a situações que se mostram diferentes do seu ponto de vista,ou por doenças,tanto emocionais como físicas,causando afastamento das pessoas ,no aspecto fisico /emocial,proporcionando um isolamento cruel a si mesmo.

O tempêro constante é a raiva ou a tristeza,causando na maior parte do tempo ,reclamações ou  insatisfações…Geralmente é muito crítico consigo e com o outro…esquecendo a generosidade e a delicadeza de presentear as pessoas de seu mundo,com uma “palavrinha doce”,um olhar de cumplicidade,uma ajuda…onde inconsciêntemente faz questão de ser inadequado ou até mesmo antipático aos outros.

Essas atitudes só faz com que a solidão fique mais acentuada ,cavando seu proprio buraco…

Esse indivíduo,quer desesperadamente carinho e atenção.mas como não aprendeu a buscar e nem a receber,míngua solitáriamente para um lugar sem saída,mas coroado pelo orgulho mortal .

Fica se considerando e se sentindo VELHO,ULTRAPASSADO,SEM LUGAR (COISA VELHA NÃO SERVE PARA NADA MAIS.) …o sentimento de raiva é  grande ,pois sente as vezes inconsciêntemente )que está “indo embora “,sem ter aprendido  aproveitar a vida ,pois o VELHO  que não soube envelhecer ,foi o adulto  que não se deu a oportunidade de viver bem a vida.

O stress cada vez maior ,a auto estima cada vez menor,pode levá-lo a uma séria depressão ,causando uma baixa imunidade.


“O TEMPO PODE ATÉ ME LEVAR ,AS HORAS,OS DIAS,ATÉ OS ANOS ;MAS OS MOMENTOS ,SENTIMENTOS E PESSOAS QUE GUARDO NO CORAÇÃO,ESSES NINGUEM CONSEGUIRÁ LEVAR…NEM O TEMPO.”

                                                                              Rubia Mara Martucci: (CRP:06/10290)

Sobre mara

Psicoterapeuta Clínica, sócia e membro da Clínica Psicológica M&C
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

23 respostas a 74 – Saude mental e física no idoso.( Mara)

  1. marta disse:

    Mara ,conheço alguns velhos e não é facil a convivência;o que é uma pena.
    Gostei muito do tema e do texto.

    Marta

  2. andréa disse:

    Eu sou uma reclamona,acho que muito insatisfeita da minha vida.Com certeza ,se eu não tomar providências agora que ainda sou relativamente jovem,vou ser uma velha.

    beijo Andréa

    • mara disse:

      Andréa é uma boa idéia ,então tome uma atitude ,não é?
      Ficar velha nem pensar,envelhecer com certeza ,por que a vida é pra ser vivida e muito bem.

  3. Thais Santos disse:

    Interessante o ser velho e o envelhecer.
    Gostei.
    Thaís

  4. cris disse:

    Mara ,parabéns pelo tema e pela grande ajuda que esse site proporciona a todos nós.

    bj da Cris

  5. Mario disse:

    Mara ,cá estou eu novamente visitando o site .
    Cada vez mais me agrada estar por aqui.
    Sempre aprendo um pouco e me dou a oportunidade de desabafar um pouquinho.Sei bem o que é ser velho ou envelhcer.
    Eu já me sentí mais velho do que sou,hoje ando aprendendo a viver a vida com mais leveza,isso me deixa mais feliz.
    A terapia me ajuda muito.Preciso aprender mais sobre envelhecer.

    grande bj / obrigado Mario

  6. Sofie disse:

    Adorei o texto Mara. Parabéns! Muito bacana o texto escolhido!

    Aprender a envelhecer com saúde física e emocional …

    Um grande abraço

    Sofie

  7. Camila Victoria disse:

    belíssimo artigo, fiquei muito tocada. abçs

  8. Pamela Magalhães disse:

    Olá,

    Passei aqui e adorei a leitura.

    É necessário que haja sabedoria para o indivídio saber envelhecer e entender essa fase da vida como qualquer outra nates vivida, porém com suas particularidades.
    Assim, como as outras etapas da vida, esta terá seus altos e baixos, perdas e ganhos, mas diferente que todas, lhe proporcionará um balanço geral da vida como jamais teria sido possível, já que este período permite um acúmulo de experiências e um amadurecimento sem igual.

    Torço de verdade em um dia poder me ver idosa, e que eu possa ter sanidade o suficiente para relembrar meus feitos, rememorar minhas histórias, tantas lembranças e sonhos realizados ou não…, mas de toda forma, constatar que tudo valeu a pena, por que o resultado de minhas experiências, sou eu.

    Beijos querida…
    Pamela

  9. mara disse:

    Pamela,obrigada peça passadinha e fico feliz por ter gostado do texto.
    Sabe,entendo que envelhecer é uma escolha Pamela,então se a vida permitir que chegue na “terceira idade”,lúcida ,independente de como possa estar ,estará bem ,pois saberá entender e lidar c/ qquer questão que tiver que enfrentar…

    bj grande c/ muito carinho

    mara

  10. sandra disse:

    QUE TEXTO BONITO E INTERESSANTE MARA.

    BJ

  11. clara disse:

    Mara,muito bacana o texto.
    Minha mãe está com 78 anos e se mostra muito triste .O relacionamento se torna muito difícil e fico com raiva.Gostaria que ela mudasse e ficasse mais feliz.Será que eu consigo isso?
    abço

  12. mara disse:

    Clara,obrigada querida .
    Olha,sua mãe está com 78 anos…não cabe à nós ,julgarmos como deveria estar ,triste ou alegre…Talvez tentar entender o que anda acontecendo em sua vida…Ela tem uma estrada muito mais comprida que a sua ,esqueceu disso?Mais cansaço ,mais lembranças ,mais perdas,mais limitaçoes…acho que mais tudo!!!
    Clara,quero dizer ,que uma forma(penso eu) ,de ajudá-la ,seria respeita´-la ,e dar oportunidade de se expressar …talvez ,entenda melhor o que anda passando na cabeça dela.

    Espero que tudo se alinhe entre vcs duas.

    bj

  13. Ana Cláudia disse:

    Olá Mara, gostei muito deste artigo, pois está relacionado ao meu projeto de pesquisa. Você contribuiu muito para minha aprendizagem obrigada bjs!!!!

  14. jacileide santos disse:

    olá
    passei por aqui adorei o texto
    gostei muito mesmo mim ajudou com meu projeto de pesquisa
    bj

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*